REINTER divulga edital para processo seletivo em mobilidade nacional

Recentemente, a Secretaria de Relações Internacionais da FURG passou a gerenciar não apenas assuntos internacionais – propriamente ditos -, mas também, questões relacionadas à mobilidade nacional. Assim, a REINTER divulga oficialmente a abertura do processo seletivo da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (ANDIFES) 2019, que envolve diversas universidades do país.  Quanto as inscrições, estas ficam a cargo da universidade de origem e podem ser enviadas para a organização até 31 de maio e 31 de outubro, para ingresso no semestre letivo subsequente.

Objetivo do programa

Como qualquer programa de mobilidade, as intenções da ANDIFES com a iniciativa de proporcionar mobilidade nacional vêm de um desejo de unir forças acadêmicas, proporcionando não só um complemento significativo na vida de muitos estudantes, mas também, promover e incentivar o ensino superior no país. Desta forma, através de programas como este, professores, pesquisadores e alunos podem trocar conhecimentos e experiências, fortalecendo a comunidade acadêmica nacional e as instituições de uma forma geral.

Datas e documentação exigida

Para concorrer a uma vaga do programa é necessário – da parte do estudante - abrir processo de mobilidade junto à Divisão de Protocolo da FURG até o dia 17 de maio de 2019 solicitando a participação no Programa e indicando a instituição de destino. No ato, é necessário que o acadêmico leve os seguintes documentos para serem anexados no processo:

- documentos exigidos pela IN02/2014 (disponíveis clicando aqui);

- histórico escolar;

- cópia do documento de identidade e do CPF;

- requerimento de Mobilidade (Clique para fazer o download do arquivo);

- plano de estudos assinado pelo(a) coordenador(a);

- documentos exigidos pela instituição de destino.

Instruções para participação

Segundo edital proposto pela FURG, fica a cargo do estudante algumas responsabilidades quanto a manifestação de interesse em uma vaga do programa. Uma das principais é a consulta prévia junto a coordenação do curso de origem. Desta forma, estudante e coordenação juntos, poderão elaborar o plano de estudos a ser trabalhado durante a mobilidade. O(a) coordenador(a) fará a análise das ementas e programas das disciplinas a serem cursadas na instituição de destino para garantir a equivalência, no caso de aprovação do estudante, e assinará o plano de estudos.

A CMA se encarregará da emissão da Carta de Apresentação e do envio da documentação à instituição de destino, e, quando receber a Carta de Aceite em retorno, enviará e-mail ao estudante informando sua aprovação e solicitando a confirmação da mobilidade acadêmica.

Ao retornar para a FURG, o estudante deverá, em até 20 dias após o término da mobilidade, oficializar o reingresso entregando o requerimento 3 da IN 02/2014 - PROGRAD na Divisão de Protocolo. Ainda em tempo, o Convênio ANDIFES estabelece que a instituição de destino, ao término da mobilidade do estudante, envie à universidade de origem os documentos comprobatórios do desempenho acadêmico. Entretanto, é recomendável que o estudante também solicite estes documentos antes de seu retorno.

Instituições participantes

Confira clicando aqui, as possíveis instituições de destino e seus respectivos contatos para informações e requisições de documentação adicional.

Caso específico (Medicina)

Conforme edital, os estudantes do curso de Medicina podem abrir processo de mobilidade a qualquer momento, caso a solicitação seja para a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA). Para demais instituições de destino é necessário cumprir o prazo estipulado pela universidade de destino e/ou pelo convênio ANDIFES.