A cotutela de Tese e de Dissertação é uma modalidade que permite ao estudante de Doutorado ou de Mestrado realizar sua Tese ou Dissertação sob a orientação de dois orientadores sendo um no Brasil e outro em país estrangeiro. Ambos exercem competência conjunta em relação ao estudante, que deve permanecer em atividade na universidade de destino pelo período mínimo de 12 meses contínuos no caso do Doutorado e de 6 meses contínuos no caso do Mestardo. Para fins de institucionalização da cotutela, é exigida assinatura de uma Convenção de Cotutela e abertura de processo junto ao Protocolo, encaminhando ao Programa de Pós-Graduação os documentos citados na Resolução 093/2015 do COEPEA.

A Convenção de Cotutela é um documento específico para cada mestrando ou doutando, em que são definidadas especificidades de seu trabalho . A Tese ou Dissertação é defendida uma única vez, no Brasil ou no outro país, sendo atribuídos ao estudante diplomas de Doutorado ou de Mestrado nos dois países.

De acordo com o Art. 3º da Deliberação 093/2015 do COEPEA, a convênio de cotutela deverá estabelecer, para cada discente, um programa em que constem:

I. o conjunto de atividades a serem desenvolvidas em cada uma das instituições, incluindo o projeto de pesquisa da Dissertação ou Tese;
II. a formalização da concordância dos orientadores e dos Programas de ambas instituições envolvidas;
III. o(s) idioma(s) definido(s) para a redação da Dissertação ou Tese, a forma de apresentação, local de apresentação e demais detalhes pertinentes;
IV. as obrigações financeiras a serem assumidas pelas partes envolvidas, na forma da lei; e,
V. demais exigências acadêmicas específicas a serem cumpridas pelo discente de mestrado ou doutorado
 

Deliberação 093/2015 do COEPEA

Convenção de Cotutela

Cartas de Anuência

Joint Supervision Agreement

Letters of Consent